domingo, 23 de maio de 2010

Peixe-palhaço: o Nemo!


Os clownfish (peixe-palhaço), anemonefish (peixe anêmona) ou como muitos chamam agora "nemo fish" são peixes de água salgada que vivem em relação de simbiose com as anêmonas que lhe servem de lar.
Isso porque há uma troca de benefícios para ambos, o peixe palhaço se aproveita dos restos de alimentos da anêmona que lhe serve como lar e proteção, pois somente os peixe-palhaço, que possuem um muco que recobre seu corpo, podem tocar nelas, já que as anêmonas possuem em seus tentáculos cnidoblastos com toxinas venenosas, porém esse muco protetor pode ser perdido se o peixe-palhaço não tocar constantemente na anêmona, esse movimento que gerou o apelido de "palhaço" também beneficia a anêmona que além de ficar limpa têm maior circulação de água.

Esse vídeo mostra a "dança" que o peixe-palhaço faz constantemente para não perder o muco que o protege dos tentáculos na anêmona.



Os clownfish não são tão fofos quanto o Nemo do filme, eles têm um comportamento agressivo e são muito territoriais, protegem com energia suas anêmonas, além disso eles também são muito hierárquicos.
Na fase inicial eles são mais ou menos hemafroditas, quer dizer, todos nascem machos e depois de um período de amadurecimento um torna-se fêmea, pois em cada anêmona só há uma fêmea, um macho reprodutor e os outros machos menores não são reprodutores. No caso da fêmea ser retirada do grupo, se no caso ela morrer, por exemplo, o macho reprodutor vira fêmea e o segundo maior macho que antes não era reprodutor, torna-se o macho dominante!

Os peixe-palhaço não possuem muitos predadores no mar, a pior ameaça para eles são os humanos que os capturam para exporem em aquários, fato que desencadeia todo o enredo do filme do Nemo.
Porém, eles não podem ser colocados em qualquer aquário com qualquer anêmona, pois existem mais de mil tipos diferentes de anêmona que podem abrigar peixes-palhaços, e precisa haver uma certa compatibilidade, e na maioria dos casos eles são colocados em aquários com as anêmonas erradas.
Em cativeiro, o peixe-palhaço vive de 3 a 5 anos, já na natureza, eles vivem de 6 a 10 anos!




Cnidoblastos: células que servem para defender e para capturar presas, são como chicotes que contém uma vesícula cheia de toxina e um sensor que quando tocado ativa mecânicamente e instantâneamente um tipo de arpão que penetra na presa e injeta o veneno. A presença de cnidoblástos serve para a classificação dos seres vivos que o possuem no filo Cnidaria, como é o caso das anêmonas e da "mãe d'água".


Classificação taxonômica:

Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Actinopterygii
Ordem: Perciformes
Família: Pomacentridae
Subfamília: Amphiprioninae

Espécies: existem aproximadamente 27 espécies diferentes



3 comentários:

Daniela disse...

nome científico?

Daruzi disse...

olá, desculpe, mas só notei teu comentário agora! (estava ausente por muito tempo, explico a situação no post masi recente)

Então, o nome científico varia conforme a espécie, como existem aproximadamente 27 espécies diferentes, cada uma tem um nome científico.

DD Tank disse...

Amphiprion frenatus ;D

Postar um comentário