quinta-feira, 4 de agosto de 2011

A fala dos papagaios



Todos conhecem as capacidades que os papagaios têm em imitar a vocalização humana, repetindo palavras que os humanos com quem convivem usam com freqüência.
Mas pesquisas mostram que a comunicação dos papagaios é muito mais complexa do que simples imitação. Cada papagaio ganha um tipo de assinatura vocal pela qual é reconhecido até sua morte, mais ou menos como um nome.
A pesquisa de Karl Berg da Cornell University usa câmeras de vídeo para registrar a comunicação dos papagaios da espécie Forpus passerinus para descobrir como são dados esses “nomes”.
As hipóteses prévias para saber de onde vinham o “batismo” de cada animal davam conta da possibilidade de que cada animal se auto denominaria por algum registro vocal, o que não foi comprovado na pesquisa, e sim que o batismo é dado pelos próprios pais: assim que um papagaio nasce, seus pais dão ao filhote essa assinatura sonora pela qual são reconhecidos pelo resto da vida.
Papagaios não são os únicos animais capazes de fazer batismo, os golfinhos também usam vocalizações específicas para cada indivíduo.
Essas espécies têm em comum uma vida social sofisticada, assim, com batismos é mais fácil identificar quem é quem e quando um novo membro agrega-se ao grupo

Parrot communication in the wild from Karl Berg on Vimeo.

0 comentários:

Postar um comentário